CÍLIOS – DISTÚRBIOS EM CÃES

Triquíase, distiquíase, e cílios ectópicos são distúrbios de cílios que são encontrados em cães.
 img: vision4pets.com


-Triquíase é alteração no crescimento dos cílios
 img: vision4pets.com

-Distiquíase é um cílio que cresce a partir de um ponto anormal na pálpebra
 img: vision4pets.com


-Cílios ectópicos são pêlos simples ou múltiplos, que crescem através do interior da pálpebra. Em todas essas condições, o cabelo dos cílios pode entrar em contacto com e danificar a córnea ou conjuntiva do olho.
 img: vision4pets.com


Estas condições são comumente vistos em cães jovens, mas os cães de qualquer idade ou raça pode ser afetada. 
Contudo, triquíase tende a aparecer mais freqüentemente em Pekingese, Cocker Spaniel Inglês, pugs, e bulldogs;
A distiquíase é comum em Pequinês,Cocker Spaniels, em Dachshunds miniatura pêlo longo, bulldogs Inglês, Golden Retrievers, Poodles Toys e miniatura, Pastores de Shetland
 
Cílios ectópicos são mais comumente encontrados em Dachshunds, Lhasa Apsos, Shih Tzu, Boxers, Golden Retrievers, e Shetland e Sheepdogs.
Sintomas
-Triquíase
Alteração na pigmentação da íris (parte colorida do olho)
Anormais ou espasmos tique-taque da pálpebra (blefaroespasmo)
Transbordamento de lágrimas (epífora)
Inchaço dos olhos

-Distiquíase
Na sua maioria não apresenta sintomas visiveis
Cílios duros
Lesões no olho feitas com a pata
Contração da pálpebra (blefaroespasmo)


Transbordamento de lágrimas (epífora)
Aumento dos vasos sanguíneos na córnea
Mudança na pigmentação da íris
Úlceras de córnea

-Cílios ectópicos
Dor nos olhos
Espasmos da pálpebra (blefaroespasmo)
Transbordamento de lágrimas (epífora)

Causas
Conformação facial e predisposição racial
Etiologia desconhecida em muitos gatos

Diagnóstico
O veterinário irá verificar cuidadosamente as estruturas dos olhos e cílios para dicernir exatamente qual o tipo de distúrbio afeta os cílios do seu cão. O diagnóstico geralmente é simples na maioria dos casos. Ele irá realizar um teste de Schirmer lágrima para medir a produção de lágrimas e avaliar se o olho afetado é capaz de produzir lágrimas suficientes para mantê-lo húmido, e pingará uma gota de fluoresceína sobre a superfície do olho para  tornar visível úlceras na córnea.Medir a pressão intra-ocular (dentro do olho)  também é um teste importante para avaliar o olho. Este teste permitirá que o seu veterinário possa avaliar o nível de pressão do fluido dentro do olho. Testes mais específicos podem ser realizados para avaliar as estruturas superficiais e profundas do olho.
img: mdsaude.com

img: dodines.blogspot.com
Tratamento
Eliminando a causa da  irritação dos olhos irá resolver os sintomas na maioria dos casos.
Em caso de triquiase, em alguns pacientes, o cílio vai ser encurtada para evitar irritação nos olhos. Em outros pacientes a cirurgia pode ser necessária para a correção do defeito.
Em distiquíasenenhum tratamento é geralmente necessária. Cílios que foram arrancadas mecanicamente irão retornar dentro de quatro a cinco semanas, e precisarão ser novamente removido. Em alguns casos de distiquíase, a cirurgia pode ser necessária. Por exemplo, nos casos em que o cílio é uma irritação freqüente para a superfície do olho.
Em caso de cílios ectópicos, cirurgia é o método preferido para remover os pêlos dos cílios ectópicos.
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

OTOHEMATOMAS EM CÃES E GATOS

Como se formam?

Otohematomas  ou bolhas de sangue são bastante comuns em cães de orelhas caídas, como cães de caça, spaniels e setters. Eles ocorrem com menor freqüência em cães com orelhas eretas e, mais raramente, nos gatos.
Os hematomas podem ocorrer em qualquer idade. Ele geralmente ocorre quando um ouvido infectado faz com que o animal de estimação coce fortemente  com a pata a orelha e sacuda seguidamente sua cabeça.
Ao arranhar a orelha, esta ficar vermelha e inchada com os vasos sanguíneos dilatados. Quando o animal, em seguida, abana a cabeça violentamente, alguns desses pequenos vasos sanguíneos estouram. Isto permite que o sangue penetre entre a pele da superfície interna da orelha e da cartilagem que forma a estrutura da orelha.
Todo o processo pode ocorrer em questão de horas formando um balão como inchaço na superfície interna da orelha.

Embora pareça que o inchaço surgiu de repente, o problema que o causou provavelmente já estava ali bem antes. Mais de 90% dos animais de estimação com este problema tem uma infecção de ouvido crônica.

img:infobarrel.com
Orelha de cão infeccionada 

Infecções do ouvido crônicas têm um inúmeras de causas.

Ácaros :Eles podem ser transferidos de animal para animal por contato íntimo,é comum em animais jovens que são infectados por seus próprios pais.Estes ácaros causam coceira intensa e infecções do ouvido médio. Mas quando o problema for notado, os ácaros podem não estar mais presente. Eles prosperam em um canal do ouvido seco. Quando uma infecção bacteriana ou fungica desenvolve, a maioria dos ácaros morrem.
Alergias da pele:As alergias de pele (que podem ser causadas por pulgas,carrapatos,contato com substâncias …) provocam muita coceira,é comum essa sensação se espalhar por todo corpo do animal inclusive as orelhas ,o animal ao se coçar acabam por provocar lesões e como já foi dito anteriormente a sensível pele interna da orelha pode desenvolver um Otohematoma.

Picadas e mordidas:Esta não é uma causa comum de otohematomas. Embora a orelha pode inchar após uma picada, geralmente desaparece dentro de 24 horas. Um período de coceira segue a dor inicial e alguns animais de estimação coçam com a pata a orelha violentamente o suficiente para causar um hematoma.


A maioria das infecções são causadas pela falta de circulação de ar, e é mais comum em raças de orelhas pendentes ou peludas. O ambiente úmido, quente e escuro é o lugar perfeito para que as bactérias e fungos cresçam. Captando os primeiros sinais, a infecção de ouvido do seu cão estará logo sob controle, prevenindo complicações mais sérias. Fonte http://www.desviralata.com

Como se trata o Otohematoma?

O Veterinário fará uma avaliação se o tratamento será clínico ou cirúrgico.Geralmente para uma solução definitiva é indicada  a cirurgia .Com o animal sob efeito de anestesia todo sangue acumulado é drenado e o tecido fibroso removido.
O pós operatório exige cuidados com a higiene do local operado,e que a medicação prescrita pelo veterinário seja dada corretamente. O uso do colar Elisabethano é bastante recomendado para que o animal não provoque nova lesão. 

Como prevenir?
As principais causas do Otohematoma advém de infecções causadas por falta de higiene com os ouvidos .É muito importante fazer a limpeza regular para prevenir as infecções.(acesse AQUI para ver como fazer a higiene) ter o cuidado em manipular seu animal ,(veja AQUI como pode fazer um check up doméstico), leva-lo para visitas regulares ao veterinário.


FONTES PESQUISADAS

http://www.2ndchance.info/hematoma.htm (DICA:Para quem lê bem em Inglês,recomendo a leitura deste ótimo texto do DrRon Hines DVM PhD)

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

PIOTÓRAX – COMUM EM GATOS PORÉM CÃES TAMBÉM PODEM SER ACOMETIDOS

Piotórax refere-se à presença de fluido inflamatório (pus) dentro da cavidade do  peito

O que provoca piotórax?
piotórax é geralmente causada por uma infecção bacteriana na cavidade torácica.
É comum, o pus está presente em ambos os lados do peito embora ocasionalmente apenas um lado será afetado. A fonte da infecção é raramente encontrados embora possíveis causas incluem:
1. Feridas que penetram à parede torácica. (mordedura de cães, objetos penetrantes…)
2. Ferimentos  de estruturas internas, como  esôfago (por tubo de alimentação) ou traquéia , especialmente após a ingestão ou inalação de um corpo estranho .
3. Migração de corpo estranho, como uma semente de grama que entrou para local indevido
4. Extensão da infecção a partir de uma infecção pulmonar (pneumonia).



Quais são os sinais clínicos observados com piotórax?
-respiração rápida e superficial (que pode ser doloroso)
-depressão,
-letargia
Outros sinais da doença, como relutância em comer são vistas na maioria dos gatos com piotórax. A gravidade destes sinais é extremamente variável e gatos podem  morrer de repente, sem ter tido todos os sinais anteriores da doença.
Gatos com piotórax geralmente têm uma alta temperatura que contribui para alguns dos sinais clínicos observados. A falta de ar é causada pela presença de líquido no peito que impede que a expansão normal dos pulmões.

Como é feito o diagnóstico da piotórax ?
Exame clínico por um médico veterinário pode fornecer uma indicação de fluido dentro do peito particularmente em escuta da caixa com um estetoscópio. Em casos graves, pode ser necessário drenar o peito imediatamente.

Em alguns casos ligeiramente afetados, raios-x podem ajudar a demonstrar a presença de fluido no peito. A sedação do gato pode ser necessária para permitir a drenagem do tórax. Na maioria dos casos o pus pode ser drenado a partir de um lado do peito, embora possa ser necessário drenar ambos os lados, em alguns gatos. Por vezes, o fluido está presente em “bolsos” e drenagens múltiplas devem ser executadas.
Amostras do fluido podem ser enviadas para um laboratório para a cultura bacteriana de modo que o organismo responsável  pode ser identificado e determinado o uso de um antibiótico apropriado. Nos casos de piotórax onde nenhum causa óbvia é determinada, é recomendável que o gato seja testado para a leucemia felina e Feline Vírus da Imunodeficiência.
Como  tratar a Piotórax?
Drenagem do fluido infectado desempenha um papel importante no tratamento desta condição.
A drenagem pode ser necessária em várias ocasiões ao longo do processo. No período inicial do tratamento e em alguns casos, um dreno no peito permanente pode ser inserido cirurgicamente permitindo a drenagem do tórax e administração de antibióticos na cavidade torácica. Os fluidos podem também ser administrados através do tubo de “lavagem” e aspiração contínua ou periódica do conteúdo pleural. Este tubo pode ser deixado no lugar durante vários dias para permitir a execução destes procedimentos. O tratamento com antibióticos por via oral também é essencial, e pode ser preciso manter o tratamento por várias semanas.
Em alguns animais doentes, o tratamento de suporte com fluidos intravenosos também pode ser necessário em estágios iniciais.

É possível ver neste vídeo como é feito o procedimento de drenagem do fluido

Quais são as perspectivas de longo prazo para um gato com piotórax?
Isso depende da causa da doença. Nos casos em que doenças subjacentes não são encontradas, a perspectiva geralmente é muito boa, desde que o gato sobreviva nas fases críticas iniciais. Infelizmente, alguns gatos morrerão nas fases iniciais da sua doença. Naqueles gatos que sobrevivam, as complicações são raras e as perspectivas em longo prazo são boas.
Por, Darren L. Goucher, DVM
       Dusty B. Goucher, DVM
The Staff of the Animal Hospital of Fate
Fonte : http://www.ahfate.com/FelinePyothorax.html


Dica: visite o excelente http://medfelina.blogspot.com.br/ do Dr Reginaldo Pereira, MV especialista em felinos, lá você encontra muitas dicas de saúde para os bichanos 

PIOTÓRAX EM CÃES.
Quadro clínico,sintomas e procedimentos são semelhantes ao do gato.


Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

ANIMAL ATROPELADO – COMO SOCORRER


ESSE É UM MOMENTO DE ANGUSTIA E QUE POR VEZES QUERENDO AJUDAR PODEMOS PIORAR A SITUAÇÃO.SAIBA COMO AGIR :

1- Se o animal (no caso cão)não estiver sangrando, ou vomitando, é interessante amordaçá-lo. Isso impedirá que ele morda a quem estiver ajudando-o, comportamento comum para um animal com dor;

2- Havendo sangue, vômito ou secreções na boca , ele não deve ser amordaçado, porque nesse caso poderá aspirar o próprio vômito e morrer asfixiado, tampouco se estiver inconsciente;

3- É importante que o animal tenha as vias aéreas livres para respiração e a boca, assim, não deve estar obstruída;

4- Sempre carregue o animal na posição horizontal, para evitar-lhe a piora do seu estado;

5- As áreas lesadas não devem ser manipuladas;

6- Havendo hemorragia, a região deve ser pressionada para tentar conter o sangramento;

7- Havendo fratura, não tocar na região; se a fratura estiver exposta, é necessário cobri-la para evitar contaminações;

8- Carregue o bichinho no colo ou no banco do carro, na posição horizontal, tentando fazê-lo permanecer aquietado, mas sem imobilizá-lo.

9- Feito isso, o melhor amigo nessa hora, é o médico veterinário. Ele é o profissional a quem se deve entregar o bichinho para receber os melhores cuidados.

10-Se for você o atropelador, por  favor, não abandone-o à própria sorte. 

( Cláudia de Lira  -deliraclaudia.blogspot.com )

PARA MAIS DETALHES SOBRE 1ºs SOCORROS ACESSE ESTE SITE COM ÓTIMAS DICAS :
http://www.angelfire.com/ky2/lilih2/primeiros.html

VOCÊ PODE VER TAMBÉM ESTE VÍDEO (Onde a modelo é uma Goldem ,a Fiona, que se deleita com a demonstração rsss) -Enviado pelo amigo Leo Rezende.

http://www.youtube.com/watch?v=N35wCfVhii0&feature=player_embedded

ASSISTA E VEJA QUE DICAS BACANAS :
Materiais do cotidiano que podem ser utilizados nos primeiros socorros.

http://www.youtube.com/watch?v=vheeeeVrCDg&feature=player_embedded

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , | Deixe um comentário

ÁGUA DE COCO- UM SANTO REMÉDIO PARA ELES TAMBÉM!

Sim,a água de coco é excelente para humanos e para cães e gatos.

Rica em potássio é uma bebida isotônica, tem alto poder hidratante, além de ser benéfica para o aparelho digestivo e urinário.
Ótima para os dias mais quentes,evitando que desidratem.
Para animais que comem só ração seca também é recomendada,pois evita possíveis problemas renais.
Uma sugestão é congelar em cubinhos e oferecer numa vasílha,eles adoram brincar com o geloe acabam lambendo e ingerindo,veja AQUI
A água de coco pode ser usada com excelentes resultados no caso de vômitos, diarréia e infecções urinárias.

(Um relato pessoal –  Meu Buddy, teve uma reincidência de Cistite no período de 1 mês entre uma e outra. Não quis repetir o uso de antibiótico em tão curto prazo.
Ao perceber num passeio sua 1ª urina com sangue iniciei o uso da Água de coco natural (200ml 3X ao dia) , horas depois no passeio seguinte,já não havia sangue,mas ainda  fazia esforço para urinar mais sem sair nada…em 3 dias estava totalmente curado. Mesmo assim mantive o coco por mais 10 dias
(200ml 1 X ao dia ).

É importante usar do bom senso,seja no caso da diarréia,vômito ou sangue na urina,é sempre FUNDAMENTAL consultar o veterinário e investigar,principalmente se persistir mesmo após iniciar o uso da água de coco,pois sintomas como esses podem indicar problemas mais sérios.
(Por- Denise Dechen)

Publicado em Uncategorized | Marcado com , | Deixe um comentário

QUE TAL FAZER DE SEU PELUDO UM DOADOR?

UM ANIMAL, VÍTIMA DE ATROPELAMENTO,
CÂNCER,
INTOXICAÇÃO,
HEMORRAGIA…
PODE TER A VIDA SALVA
PELO SEU.

COMO NOS BANCOS DE
SANGUE HUMANO,
EXISTE TAMBÉM NO
DE ANIMAIS
UMA GRANDE DEFICIÊNCIA
DE DOADORES.
NO CASO DOS BICHOS A SITUAÇÃO SE AGRAVA POR MUITOS NÃO SABEREM QUE ELES TAMBEM PODEM DOAR E RECEBER SANGUE.

.QUEM PODE SER DOADOR?

-Cães e Gatos entre 1 e 8 anos
-Cães pesando mais de 25 kg
-Gatos acima de 4,5kg( de preferência os de grande porte, como Maine Coon e Rag Doll)
-Estar com vacinação e vermifugação em dia,não podem ter sofrido transfusões anteriores,cirurgias recentes e no caso das fêmeas ,estar prenhe.
-Ter controle de Pulgas e Carrapatos
-Ter temperamento,calmo e dócil

VANTAGENS DE SER UM DOADOR:
-Avaliação regular da saúde gratuita
-Exames laboratoriais como Hemograma completo.
-pesquisa de hemoparasitas, como Ehrlichia e Babesia, e provas bioquímicas, complementando outros testes de seleção são realizados para evidência de infecção com o protozoário Leishmania (calazar), Dirofilaria immitis (verme do coração) e Bucella canis (brucelose).
-E a principal ,salvar vidas!

DOAÇÃO DE SANGUE EM CÃES

Os cães possuem diversos grupos sanguineos, bem diferentes dos humanos. enquanto o ser humano tem basicamente o grupo ABO (ou AB0, como alguns preferem) e o rh (existem outros, conhecidos como “tipos raros”), os cães possuem 7 grupos, denominados pelos números de 1 a 7, sendo que o tipo 1 possui 3 tipos (tipo 1.1, tipo 1.2 e tipo 1.3) e é um dos mais importantes quando falamos de transfusão.
Por este motivo a transfusão de sangue entre cães é um procedimento bem delicado e precisamos realizar diversos exames para garantirmos que existe completa compatibilidade entre os animais.
(http://fabiopx.wordpress.com/)

DOAÇÃO DE SANGUE NOS GATOS

Os gatos são um tanto mais simples, possuem apenas 3 tipos sanguineos, o A, o B e o AB, sendo que podem existir outros ainda não descritos.
A transfusão entre gatos tem uma vantagem: mais de 90% dos animais são descritos como do tipo A, entao a chance de errar é menor. mas caso não se realizem os testes adequados, a consequencia é gravissima e pode levar o animal a morte, pq é sabido que o qdo o tipo B recebe sangue tipo A, ocorre uma reação mto grave e dificilmente reversível.
(http://fabiopx.wordpress.com/)

NUMA PESQUISA REALIZADA PELA -LACVET,CONSTATOU-SE:
– gatos possuem 3 grupos sanguíneos: A, B e AB
– o tipo A é o mais comum e o AB o mais raro.
– “segundo estudos no exterior, 90% dos gatos da raça Siamês são do tipo A. Outras pesquisas revelam que 20 % dos persa são do tipo B” – fonte: Hemovet
– Num estudo realizado em 148 gatos pela UFRGS, 140 eram do tipo A, 7 do tipo B e apenas 1 do tipo A
(Para saber mais sôbre esta pesquisa ,click:
http://www6.ufrgs.br/favet/lacvet/restrito/pdf/guerra_tipagem_gatos.pdf )

ENDEREÇOS EM TODO BRASIL,ONDE DOAR SANGUE:

NO FACEBOOK O GRUPO :Cadastro de doadores de sangue /cães e gatos  Divulga pedidos e dá dicas de doadores e endereços. (click no nome – azul- para ver)

SÃO PAULO – SP
Hospital Veterinário. da Univ. Anhembi Morumbi
Rua Conselheiro Lafaiete, 64 – Brás
Fone:             (11) 2790-4693       ou             (11) 2790-4642
http://portal.anhembi.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=199

Facul. de Med. Veterinária e Zootecnia da Univ. de S. Paulo
Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva, 87 – Cidade Universitária
Fone: (11) 3091 -1244 / 1248
http://www.usp.br/fmvz/t_hovet.htm

Hemovet R. José Macedo, 98 –
Parque São Lucas Fone:             (11) 2918-8050
http://www.hemovet.com.br/

BANCO DE SANGUE VETERINARIO
R. Desembargador do Vale, 196 – Perdizes
Tel.             (11) 3476-9461
E-mail: contato@bsvet.com.br ou MSN: bsvet@hotmail.com

ITAPETININGA
Polivet Rua Min. Esaú Corrêa de Almeida Moraes, 134 – Vila Rosa Fone:             (15) 3272-6992       e 3272-1991 http://www.polivet-itapetininga.vet.br/

RIO DE JANEIRO – RJ 

Hemopet – Hemocentro do Rio de Janeiro Rua Ipiranga, 53 -Laranjeiras- RJ Luciula–(21) 7855-8898 id: 83*31055 Roberta –             (21) 7854-5433       id: 83*30226 http://www.hemopet.net/

HEMOTERAPET
R. Barão de São Francisco, 56, Vila Isabel
Tel.:             (21) 3286-8888
E-mail. contato@hemoterapet.com.br

SALVADOR – BAHIA

Banco de Sangue Veterinário Hemodog
Rua dos Radialistas, 209 – salas 1 e 2 – (2º andar da Clínica Veterinária Diagnose Animal) Pituba
Tel.:             (71) 3011-6846
Plantão: (71) 9978.2188

BRASILIA

CVAS – CENTRO VETERINARIO ASA SUL
CLS 313, Bl C, Lj 29/33
Asa Sul – Brasília-DF
(61) 3345.0015

PORTO ALEGRE – RS 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Faculdade de Veterinária da UFRGS Av. Bento Gonçalves, 9090 – Bairro Agronomia Fone:             (51) 3308-6095

BELO HORIZONTE – MG 

Pronto Socorro Veterinário
Rua Jacuí 891, Bairro Floresta Fone:             (31) 3422-5020

UBERLÂNDIA

HOSPITAL VETERINÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLANDIA
Av. Mato Grosso, 3289 – Bloco 2S Campus Umuarama
Tel: (34)3218-2135/2196
FAX. (34) 3218-2242
E-mail: hvet@umuarama.ufu.br
Site : http://www.hospitalveterinario.ufu.br/
/
PARANA

CURITIBA
UFPR – Universidade Federal do Paraná
Fone:             (41) 3350-5663       ou             (41) 3350-5664       Hospital Veterinário Rua dos Funcionários, 1540
CEP 80035-050
E-mail: hv@ufpr.br
LONDRINA
UEL – Universidade Estadual de Londrina
Fone:             (43) 3371-4269       http://www.uel.br/portal/
Projeto Vida:             (43) 88030241       http://projetovida-uel.blogspot.com/

FORTALEZA
Banco de Sangue Animal do Laforvet
Rua Joaquim Torres, 941, Joaquim Távora, Fortaleza (CE)
http://www.laforvet.com.br/
laforvet@laforvet.com.br

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , | Deixe um comentário

VOCÊ MESMA PODE FAZER ESSAS ROUPINHAS QUENTINHAS PARA SEU PET.

NO FRIO É IMPORTANTE MANTER NOSSOS PELUDINHOS AQUECIDOS. AQUI DICAS DE COMO TIRAR A MEDIDA,MONTAR UM MOLDE E FAZER ROUPINHAS PRÁTICAS E CHARMOSAS. E PARA QUEM FAZ CROCHÊ TEM UMA DICA MUITO FOFA!

“As roupas para cachorro são realmente graciosas e quando faz frio muitos deles precisam de uma boa roupinha para aquecer principalmente os que já estão ficando mais velhinhos.
 Pois acabam sentindo mais frio.

Mas o ideal é não forçar o cãozinho a usar a roupa e sim que ele realmente esteja confortável em usa-la e queira usar.”(Clau Ciapina)

PASSO A PASSO.

VEJA COMO TIRAR AS MEDIDAS DO SEU PELUDO E FAZER UM MOLDE.
CLIQUE NAS FOTOS PARA AMPLIAR.
(Fonte :http://rosefrey.wordpress.com/2010/05/17/ )

E SE VOCÊ SABE FAZER CROCHÊ TEM ESSA SUGESTÃO

OLHA QUE GRAÇA!

VEJA AQUI COMO FAZER,ACESSE :
http://duda.mel.blog.uol.com.br/arch2006-06-11_2006-06-17.html


PARA ESTE PASSO A PASSO,ACESSE AQUI

VÍDEO QUE ENSINA A FAZER ROUPINHAS CANINAS
NÃO CONHEÇO O PRODUTO,MAS ACHEI A DICA INTERESSANTE. FICA AÍ PARA VOCÊS AVALIAREM :

http://www.cursoseideias.com.br/31008/aPRenDa-a-FaZeR-RouPaS-De-CaCHoRRo

Publicado em Uncategorized | Marcado com , | Deixe um comentário