TESTE – VOCÊ É UM DONO EDUCADO?


Por:IG São Paulo- 27/11/2010 – Natália Garcia


QUESTÕES

1. No elevador, como você lida com seu cachorro frente aos outros moradores?
a) Apresento o “totó” aos condôminos.
b) Levo meu pet sempre no colo.


2. Se você tivesse um cachorro antisocial, o levaria para passear?
a) Sim.
b) Não.

3. Com relação às necessidades fisiológicas do seu animal, você:
a) Arma um cantinho para ele fazer cocô ou recolhe a sujeira durante os passeios.
b) Não tem nada a ver com isso, cada um com a sua intimidade.

4. Como você lida com seu cão nas ocasiões em que recebe visitas?


a) Deixo meu pet solto e bem à vontade para não causar problemas.
b) Prendo em um local apropriado com água e comida.

5. Com relação ao barulho dos animais, você acha que as pessoas:
a) Exageram nas reclamações para arrumar encrenca.
b) Realmente ficam irritadas com os latidos.

6. O que você faz ao avistar um fofíssimo cão guia?
a) Acho uma graça, mas não brinco com ele.
b) Vou fazer carinho na cabeça dele.



7. Você costuma comprar brinquedos para o seu cachorro?

a) Sim, gosto de escolher os mimos.
b) Não, ele brinca com qualquer coisa.

8. Já é de madrugada e seu cachorro não para de latir, o que você faz?
a) Grita uma bela bronca.
b) Tenta acalmá-lo e observa o comportamento.



9. Durante o passeio, seu pet cisma em cheirar outro cão. O que você faz?

a) Só permite se o dono do outro cão não se importar.
b) Eu deixo. Quem tem bicho sabe que isso é normal.

10. Seu cachorro é manso, um amor. A visita chega com crianças. O que faz?


a) Só deixo a criança fazer carinho se os pais permitirem.
b) Incentivo que a criança faça carinho na cabeça dele.

11. Você costuma soltar o seu cachorro no parque?
a) Não.
b) Sim.



RESPOSTAS CORRETAS :


1 (b) No elevador, leve sempre o seu melhor amigo no colo – e preferencialmente na unidade de serviço. Pergunte aos outros passageiros se eles se importam com a presença do cachorro. Se for preciso, convém esperar até a próxima viagem.   ) 
  
2 ( a) Mesmo os cães estressadinhos precisam dar uma voltinha. A prática faz bem para que ele relaxe e tenha um convívio social. Se for preciso, leve o bichinho no colo. Aos poucos, ele vai se acostumar com gente e parar de latir tanto no portão.  ) 


3 ( a) Parece óbvio, mas muitas pessoas não entendem que a sujeira do cachorro é responsabilidade do dono. E não adianta empurrar o cocô para a graminha, leve pá e sacola durante os passeios. Recolha tudo e depois jogue no lixo.  ) 



4 (b) Ok. Seu cachorro é muito fofo, mas nem todos pensam assim. Além disso, algumas pessoas têm muito medo de animais. Por isso, é melhor prendê-lo em local confortável. E acredite, se a visita gostar de cachorro, ela vai pedir para que você solte o bichinho.   )


5 ( b) Um cachorro que late incessantemente deixa qualquer um louco. E o dono, que muitas vezes não está por perto, pode achar que a reclamação é exagerada, mas não é. Ao sair de casa, deixe o seu celular com o porteiro ou vizinhos. Outra idéia é pedir para um amigo querido cuidar do seu amigão. )

6 (a) O cão-guia está sempre trabalhando. Por isso, é uma falta de respeito chamar sua atenção, fazer brincadeiras ou desviar seu foco, que é guiar o deficiente visual.   ) 
   
7 (a) Compre brinquedos para o seu bichinho, os vizinhos agradecem! Cachorros têm muita energia e precisam de diversão. Prefira brinquedos leves e silenciosos. Cuidado especial para quem tem piso de madeira, o toc-toc no apartamento de baixo costuma ser desagradável.    )  


8 (b) Pior que latido de cachorro de madrugada, só latido de cachorro de madrugada + gritaria de dono. Acalme seu pet, faça um carinho e tente resolver o estresse do bichinho.   ) 

9(a) É verdade, os cachorros adoram cheirar uns aos outros, colar focinho e dar lambidas. Se ninguém tiver pulga, problema nenhum, mas desde que o dono do outro cachorro concorde. )
 



10( a ) Por mais bonzinho que o seu cachorro seja, convém tomar cuidado com crianças. Melhor que o carinho seja feito no colo:o cachorro no seu; e a criança, nos braços do pai dela.)


11 (a) Ande, corra e brinque muito com o seu amigão no parque, mas mantenha a coleira atada. Afinal, é melhor evitar problemas como brigas, mordidas ou fugas. Prefira soltá-lo no quintal ou num sítio conhecido, bem mais apropriado.   )



Esse post foi publicado em Cães, Comportamento, Conscientização. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s