GATOS – E SUAS BOLAS DE PÊLOS …

A primeira vez que se vê um gato a expelir uma bola de pêlo fica marcada na memória e não há dono que não deseje ardentemente que esse comportamento acabe. Contudo, as bolas de pêlo vomitadas são um mal menor: Para o gato é melhor expeli-las pela boca do que defecá-las, mas o ideal seria não formá-las de todo, evitando assim correr o risco de desenvolver problemas digestivos ou intestinais.
As bolas de pêlo são efetivamente pequenos bocados de pêlo, de forma tubular, com cerca de 5 cm, que os gatos formam no estômago. O pêlo é dos próprios gatos e é engolido enquanto o gato faz a sua higiene.

Os gatos têm uma língua áspera que não lhes permite cuspir os pêlos que ficam agarrados e a única opção do animal é engoli-los. Os pêlos não são digeríveis e vão-se depositando no estômago. 



A partir daí, as bolas de pêlo podem ser expelidas pela boca ou serem defecadas. Das duas opções, expelir pela boca é aquela que menos prejudica o animal. Apesar de haver uma associação entre a formação de bolas de pêlo e problemas digestivos, a alternativa ao vômitos pode pôr em causa a vida do gato.

Ao passar para o intestino, as bolas de pêlo vão desregular o sistema do animal e provocar alterações entre a constipação e a diarréia. Se der uma oclusão intestinal, o gato tem de ser operado para que as bolas de pêlo sejam removidas. Este último caso é de fato o maior risco das bolas de pêlo, pois se a situação se prolongar sem tratamento, o gato pode mesmo vir a morrer.

Expelir bolas de pêlo pela boca 1 a 4 vezes por mês, é considerado normal e não causa  problemas ao gato. Nos gatos de pêlo curto a média é menor. Geralmente o dono sofre mais do que o gato quando vê o animal a tentar expelir a bola de pêlo. Se o gato vomita mais do que 4 vezes por mês, se expele bolas sucessivamente ou se passou a vomitar mais do que o normal, então deve levar o gato ao veterinário. As bolas de pêlo podem estar a mascarar outro problema.


Os sintomas geralmente visto em gatos são:
– Vômitos contínuos
– náusea,tosse,  asfixia 
– Diarréia
– Inchaço do abdome
– Dificuldade na passagem das fezes
– Falta de apetite
– Letargia e fraqueza

Para os gatos que vomitam mais de quatro vezes por mês, a melhor solução para diminuir esta frequência é a prevenção.

Os gatos passam entre duas a três horas por dia “se lavando”. Isto significa que na língua do gato vão ficar muitos pêlos presos que são praticamente todos engolidos. As bolas de pêlo são mais comuns em gatos de pêlo longo (Ex: Persas, Bosques da Noruega, Maine Coon), uma vez que o pêlo se agrega mais rapidamente no estômago. O problema das bolas de pêlos acentua-se também nas alturas de muda da pelagem, na Primavera e Outono.
Mas os gatos não se lambem apenas para cuidar da higiene. Gatos deprimidos tendem a lamber-se mais, por exemplo. (leia aqui sôbre a Sindrome de Lambedura )
Para evitar a formação de bolas de pêlo, deve-se:

Uma boa escovação

– Escovar o gato todos os dias;

– Dar uma ração de qualidade que mantenha o pêlo em boas condições, evitando a queda;
(nos pet shops é possível encontrar uma grande linha de produtos para auxiliar na prevenção e eliminação das bolas de pelos.)
– Utilizar ração ou guloseimas com óleo mineral, que ajuda à separação dos pêlos e à passagem segura da “bola” pelos intestinos. 
-Alimentos ricos em fibras
(ATENÇÃO: Consulte o veterinário antes de trocar de ração.)
colar feito com bolas de pelo 

Fonte :http://arcadenoe.sapo.pt/artigo/bolas_de_pelo_o_mal_menor/396
Adaptação:Denise Dechen

Esse post foi publicado em Comportamento, Gatos, Saúde. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s