FALTA DE AR,ENGASGO? NÃO,ESPIRRO REVERSO.

Quem aqui já tomou aquele susto ao ver seu peludo parar,esticar o pescoço e respirar puxando o ar com dificuldade,emitindo um ronco como se estivesse engasgado ou com falta de ar? A isso se dá o nome de “Espirro Reverso”,mais comum do que se imagina e ainda desconhecido de muitos.Na maioria das vezes assusta bastante levando o tutor a acreditar que seu animal possa morrer.
Segundo a Médica Veterinária Carmem Cocca,algumas raças de cães são mais acometidas, principalmente Chihuahuas, Pomerâneos, Shih Tzus, Lhasa Apsos, Poodles (principalmente os toys), Whippets e Yorkshires. Em função desta maior incidência nestas raças, suspeita-se da participação de um fator genético envolvido no quadro.
Quais são os sinais? 


CORTE LATERAL:
Soft Palate : Palato Mole/Larynx : Laringe/Epiglottis : Epiglote

Com o espirro reverso a faringe (nas costas da garganta) apresenta espasmos. O cão encontra dificuldade em puxar o ar durante o espasmo, faz inspirações rápidas, fica parado, com que o pescoço esticado, afasta as patas dianteiras aumentando o ângulo e produzindo um ronco, uma respiração dificultosa, um resfolegar que muitas vezes resulta na impressão de que o cão está engasgado ou prestes a morrer! (…) Filhotes podem apresentar o espirro reverso mas é durante a adolecência tardia que costumam aparecer os primeiros episódios. As causas ainda não foram elucidadas mas podem estar relacionadas a uma irritação no palato mole e garganta , causando o quadro de espasmos que assustam muitos cuidadores. 





Qualquer coisa que irrite a garganta pode causar o espasmo como excitação, comidas e bebidas, excesso de exercícios ou intolerância a eles, tração na coleira durante os passeios, pólen, corpos estranhos na garganta, perfumes, vírus, produtos químicos usados na casa e no canil, alergias, etc. 
Cães braquicefálicos como pugs e boxers, que apresentam o focinho achatado são muito afetados, mas no caso destas raças deve-se tomar cuidados redobrados pois há relatos científicos de alterações cardíacas secundárias ao espirro reverso.
 Alguns cães apresentam estes episódios por toda a vida, outros desenvolvem episódios esporádicos e temporários que se resolvem por si só e outros ainda podem apresentá-los uma única vez e nunca mais.

 Click para assistir:
http://www.youtube.com/watch?v=WdPUX8mnFE4&feature=player_embedded

O QUE FAZER:

“Fechar os orifícios nasais com os dedos e friccionar gentilmente o pescoço por alguns segundos faz com que o cão tome um fôlego pela boca resolvendo o problema. “

“…Fique calmo e proceda como o explicado (veja o filme). Em poucos segundos ou 1 ou 2 minutos, o episódio vai cessar. O espirro reverso é um fenômeno inofensivo, que quando diagnosticado por um veterinário e após uma avaliação clínica criteriosa, excluindo-se alterações cardíacas, convulsões, engasgos, estenose traqueal e etc., pode ser encarado como um fenômeno normal naquele indivíduo, sem necessidade de tratamento medicamentoso agressivo (corticóides e anti-inflamatórios). “

(Dicas da Médica Vet Carmem Cocca,
Fonte:http://www.maedecachorro.com.br/2011/02/espirro-reverso-em-caes-e-gatos-voce.html#axzz1N7D9Dwn )

Esse post foi publicado em Cães, Saúde. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s